• Tendere

Materiais tradicionais ganham novos usos no décor e na arquitetura

Vivian Berto

Há inúmeras inovações no universo da arquitetura e dos interiores em relação aos materiais – e muitos deles apresentam propostas vantajosas (mais sustentáveis, mais simples, mais resistentes etc.). No entanto, não podemos deixar de lado os bons e velhos materiais tradicionais, como madeira, concreto, tijolos, entre outros, que continuam tendo destaque.


Na verdade, o que pode ser cada vez mais observado é que materiais já consolidados nesse universo têm ganhado novos e interessantes usos. Listamos alguns deles e algumas outras propostas que são apresentadas.


Madeira


A madeira traz layouts em painéis de revestimento complexos, sofisticados, e quase “futuristas”, retirando do tradicional material a ideia de conforto, calor no que se refere a ele (principalmente em países de inverno mais rigoroso). Cores como preto, chumbo e branco também podem substituir os tons “naturais” da madeira.



Revestimento em madeira da Lunawoods.

Revestimento em madeira da Lunawoods - em cores inesperadas.

Mármore


Não é nenhuma novidade que o mármore vem sendo consolidado como a estrela do décor, além de suas aplicações tradicionais – como pisos e superfícies de mesas. Móveis inteiros de mármore, com desenho contemporâneo, e revestimentos em paredes mostram novas opções de uso. Cores ousadas também tiram o lado “tradicional” desse tipo de superfície. Perde-se o medo de ousar!


Marble Stories, Ronald Sasson na Milan Design Week 2018.

Bambu e palha


O bambu e a palha enquanto material tradicional de algumas localidades é pode ser repensado para estruturas de desenho mais globalizado. Por exemplo, na incrível estrutura do centro cultural/residência artística Thread, no Senegal (que fica a 550km da capital Dakar). O projeto, encabeçado pela arquiteta japonesa Toshiko Mori e o engenheiro senegalês Benjamin Samba-Tine, foi feito em co-criação com a comunidade local e utilizou as técnicas sofisticadas para a construção do teto de palha, que protege a estrutura das chuvas e ainda ajuda a canalizar a água. Utilizar elementos tradicionais em uma nova roupagem exige, muitas vezes, diálogo e co-criação.



Tijolos


Os tijolos se desenham em superfícies irregulares e possuem dupla função: tanto estrutural quanto decorativa. Paredes que são também estruturais viram ponto de foco de diversos projetos, como na loja da Aesop (Normam Kelly). Ou então “brincam” com a ideia de interior e exterior, como no projeto da HGR Arquitectos na Cidade do México.


Projeto de edifício residencial da HGR Arquitectos na Cidade do México.

Loja da Aesop, projeto de Norman Kelly.

Blocos de concreto


Os blocos de concreto sem acabamento já têm sido usados desde o começo dos anos 2000 em diversas propostas - muitas vezes, não como bloco estrutural, mas sim como revestimento, principalmente em décor de pegada industrial. A novidade para o tradicional material concreto é que ele é utilizado de maneira criativa, com desenhos diferentes e misturado a outros materiais – como a textura da fachada das casas do Estúdio Arqtipo, baseado em Buenos Aires.



Casa GW 2787 da Estudio Arqtipo, em Buenos Aires.

Casa ZM 4784, Estudio Arqtipo.

1 visualização

Tendere Pesquisa de Tendências e Consultoria em Tecnologia Industrial Ltda

CNPJ: 13.977.395/0001-29

Endereço: Rua Bartira, 1060/31 - Perdizes, São Paulo - SP, 05009-000

E-mail: tendere@tendere.com.br

  • Facebook
  • Instagram
  • Pinterest
  • YouTube